Artigo 101 – Assertividade

“característica” tem um valor enorme nos dias atuais, onde o tempo é um recurso extremamente escasso e as pessoas não têm tempo a perder. Vamos analisar dois exemplos. Você vai ao seu chefe para propor um novo projeto, seja lá qual for, e quer uma resposta positiva ou negativa em relação à aceitação ou não da ideia. Você quer simplesmente uma resposta positiva ou negativa. Mas, como é muito comum hoje em dia, recebe a seguinte resposta: - Ah, legal. Vamos analisar com calma. Voltamos a tratar do assunto em breve. E, como na maioria dos casos, você fica na expectativa do projeto ir adiante, mas vê que o tempo passa, passa e nada acontece. Na verdade, o seu projeto não foi aceito desde o começo, mas por falta de assertividade por parte da outra pessoa, você fica sendo cozinhado (a) em banho-maria sem uma resposta formal e definitiva. E perde o seu tempo. Outro exemplo: Você vai a uma empresa apresentar uma proposta de parceria (de qualquer ordem). É recebido (a), apresenta a sua proposta e ouve a seguinte frase: - Legal, muito obrigado. Vamos avaliar e entraremos em contato. Daí você tenta arrancar alguma informação a respeito da avaliação inicial da proposta. Se faz sentido, se há chances de avançar etc. Mas recebe de volta uma resposta “política”
por Marcelo Veras | 11 de mar de 2013

"Assertividade é uma qualidade, não um defeito”

 Hoje quero discutir um tema que incomoda muita gente que conheço. Trata-se de uma palavra chamada assertividade, que poucos sabem o que significa e muitos fogem dela de forma equivocada. Se formos ao dicionário veremos que assertividade tem um significado muito simples de entender. Uma pessoa assertiva é aquela que coloca as suas posições de forma clara, direta, honesta e apropriada ao contexto. Ou seja, estamos falando de alguém que diz sim quando tem que dizer sim e não quando tem que dizer não. E que também defende as suas posições com firmeza e convicção, sem teimosia ou arrogância.

Pois bem, esta , mas percebe, olhando na cara do interlocutor, que a coisa não vai rolar. Bom, o resto da história você já sabe. Muitas vezes, não recebe sequer um retorno. O mesmo acontece em entrevistas de emprego, opiniões que as pessoas dão sobre outras pessoas e por aí vai.

Este tipo de situação impera hoje nas relações profissionais (e nas pessoais também). A falta de assertividade é total. As pessoas têm medo (ou vergonha ou sei lá o que) de dizerem o que pensam. Como se dizer “não gostei” ou “neste momento não me interessa” fosse uma ofensa. E não é. Ser assertivo, como vimos anteriormente, é ser sincero e direto. Só isso. Esta postura, seja para dizer não, seja para dizer sim, é uma qualidade necessária e importante nos dias atuais. Além de transmitir segurança, gera respeito e credibilidade. Quando tratamos de qualquer assunto com alguém assertivo, sabemos que não vamos perder tempo e nem energia. É claro que algumas pessoas não estão preparadas para receberem uma resposta assertiva, mas com o tempo e conhecendo você melhor, elas vão valorizar esta qualidade. Saberão sempre que, ao tratarem de assuntos com você, receberão respostas sinceras, diretas e sem rodeios. Pessoas que não colocam suas posições, que pensam uma coisa e falam outra só para agradarem os outros estão prestando um desserviço à sua imagem. Além de criarem uma imagem de pessoas falsas, não inspiram credibilidade.

Colocar sua posição de forma clara e direta não é um defeito. É uma qualidade. Nunca se esqueça disso. Deixe de lado aquela ideia de querer agradar a tudo e a todos, querendo sempre dar uma resposta que deixe a outra pessoa satisfeita. Exercite a assertividade e comprove que ela vai te ajudar a ser mais produtivo (a) e fazer com que as pessoas não tenham a sensação de que perdem tempo tratando de assuntos com você. Você só tem a ganhar com isso. Até o próximo!

por Marcelo Veras
compartilhar