Artigo 110 – Carreira e Finanças pessoais – parte IX

“promessa” que um investimento faz de fazer seu dinheiro crescer. Uso o termo “promessa”
por Marcelo Veras | 13 de maio de 2013

 

"Estude, decida onde investir, acompanhe de perto e faça correções de rota”

Fechando a discussão sobre o terceiro pilar do planejamento financeiro - a Interpretação, hoje quero deixar a minha visão sobre o tripé Rentabilidade, Risco e Liquidez, também indicando algumas fontes para quem estiver iniciando esta jornada de estudos sobre o que fazer com o dinheiro que está reservando mensalmente para gerar riqueza.

Vamos começar pela rentabilidade. Quem tem dinheiro para investir quer que este dinheiro cresça. Até aí, nenhuma novidade. Rentabilidade é a porque nenhum investimento pode garantir rentabilidade certa. Se alguém lhe prometer isso, já comece duvidando. Há investimentos mais previsíveis e outros menos previsíveis, mas nenhum é 100% certo. O ponto mais importante aqui é saber quanto determinado investimento pode render acima da inflação. Esta é uma questão muito importante e às vezes negligenciada. Ao fazer os cálculos na planilha de simulação que disponibilizei, deve-se sempre projetar a rentabilidade líquida acima da inflação. É isso que vai garantir que o seu dinheiro terá o mesmo valor de mercado quando chegar a sua aposentadoria financeira.

As rentabilidades variam muito e andam de mãos dadas com o risco. Você já deve ter ouvido a frase “Quanto maior o risco, maior o retorno”. Poupança rende pouco, mas o risco é baixo. Bolsa de valores rende muito no longo prazo, mas o risco é bem elevado porque ações de empresas são mais voláteis e sensíveis. Imóveis para alugar podem ser péssimos investimentos. Se o imóvel não se valorizar com o passar do tempo, só a rentabilidade do aluguel pode ser muito baixa comparada com outros investimentos. Enfim, dentro do plano de estudos que recomendei no artigo passado, você deve iniciar esta jornada de estudos sobre as inúmeras possibilidades de investimento e suas respectivas rentabilidades. Logo logo você entenderá que as rentabilidades são variáveis e dependem muito do momento econômico, das políticas do governo etc. Ou seja, um bom investimento hoje pode ser péssimo daqui há 2 anos e vice versa.

Já o risco é a possibilidade de a sua suada poupança perder valor ou até mesmo virar pó. Ninguém quer isso. Mas, por outro lado, não existe nenhum investimento financeiro com 0% de risco. Além disso, como dito anteriormente, quanto maior o risco, maior a probabilidade de retorno. A imensa maioria dos analistas brasileiros recomendam que a gente deve dividir os nossos investimentos em várias opções, cada uma com seu nível de risco. A regra, segundo esta visão, é: Nunca coloque todos os seus ovos numa única cesta. Esta tese é boa, mas gosto muito de propor a leitura do livro “Os axiomas de Zurique” (Max Gunther), que trás uma visão bem diferente sobre riscos e investimentos. Na visão dos suíços, descrita neste livro, esta tese é bem furada. Vale a pena ler e formar a sua opinião.

Quanto à liquidez, não há grandes questões a serem debatidas. Liquidez significa o quão rápido você consegue transformar um investimento seu em dinheiro no bolso. Se você precisa de um dinheiro rápido amanhã para resolver alguma questão urgente e todos os seus investimentos estão em imóveis, você está frito. Já se este dinheiro estiver no banco, em renda fixa por exemplo, você resgata na hora. E assim por diante. Cada investimento tem a sua liquidez. Mas como estamos tratando aqui de investimentos para a aposentadoria financeira e já consensamos aqui que este dinheiro é intocável, este aspecto da liquidez é menos importante.

Enfim, desejo então uma ótima jornada de estudos. Invista nisso e verá que os seus conhecimentos irão trabalhar para você e para fazerem a sua riqueza aumentar. Faça uma pesquisa na internet e escolha alguns portais que tratem de finanças pessoais, alguns autores de livros e alguns programas de televisão que tratam do assunto. Reserve um tempo na sua agenda, semanalmente, para se dedicar a ler, pesquisar e debater com alguém este tema. Quanto mais você estudar, mais encontrará novas oportunidades de fazer os seus investimentos crescerem. Até o próximo!

por Marcelo Veras
compartilhar