Artigo 122 – As redes sociais e a sua carreira

“Srs evangélicos, a vaga de vocês está no céu e não na minha calçada. Saiam daqui”. O outro, quando o papa deixou o Brasil foi o seguinte: “Tá bom peregrinos. O Rio fechou. Tirem suas bundas daqui. Chega”
por Marcelo Veras | 05 de ago de 2013

"Pense duas vezes antes de postar. Não feche portas desnecessariamente” 

Recentemente tivemos importantes eventos religiosos no Brasil. Ouvi e li várias manifestações nas redes sociais que participo. Pessoas elogiando o Papa pela sua postura e palavras. Outras criticando gastos do governo com a visita e por aí vai. Igualmente, no evento evangélico que tivemos há alguns meses, também ouvi e li diversas opiniões, a favor e contra. Este é o novo mundo, no qual as opiniões podem ser expressas de forma muito aberta nas redes sociais, blogs etc. Algumas delas, para o bem ou para o mal, podem ganhar o mundo se forem compartilhadas por quem gostar. O mundo atual permite que anônimos virem celebridades ou tenham suas opiniões lidas por pessoas que nem eles imaginam. E isso é uma faca de dois gumes. Dependendo do conteúdo, alta visibilidade pode ser fatal e fechar muitas portas na carreira e na vida pessoal.

Dois comentários no facebook me chamaram a atenção durante estes dois eventos que citei e me fizeram escrever este artigo. O primeiro deles foi durante o evento evangélico. O comentário (aberto) na página da pessoa que escreveu era: . São dois comentários bem duros, diretos e que atiram no peito de quem pertence a qualquer um desses dois grupos religiosos. 

As duas pessoas que postaram estes comentários são profissionais de mercado e que estão em fase de construção de suas carreiras. As perguntas que me faço ao ler o que li são: - Será que eles têm consciência de que estes comentários podem jogar muito contra seus objetivos profissionais e fecharem muitas portas?    – O que se ganha com este tipo de comentário, preconceituoso e intolerante? 

Talvez eu esteja ficando velho ou fazendo uma leitura errada do tema, mas vejo inúmeras pessoas hoje usando este excesso de liberdade de expressão de uma maneira totalmente equivocada e suicida. É difícil acreditar que alguém que posta comentários tão polêmicos imagine que todo mundo irá ler e aprovar. Não creio nisso. 

Já escrevi neste mesmo espaço artigos sobre a competência Diversidade Cultural e sempre defendi que o mundo atual exige dos profissionais uma postura adulta em relação ao tema. Entender, aceitar e conviver com a diversidade. Isso é básico. É inaceitável hoje, em um mundo tão globalizado e plano, que alguém faça chacota de uma orientação religiosa ou sexual diferente da sua. Isso é um erro básico e imperdoável.

As redes sociais estão aí para as pessoas se encontrarem, se conhecerem e se expressarem. Este direito deve ser usado sem economias. Mas, antes de escrever qualquer coisa que seja ou de compartilhar qualquer informação que seja, pense duas vezes. Pense sobre o impacto que esta informação ou opinião irá contribuir para a formação da sua imagem pessoal e profissional. Não pense que as pessoas que poderão gerar uma oportunidade para você no futuro não vão ler. Vão sim. Os recrutadores estão de olho nas nossas páginas e todos os rastros que deixamos na internet. Muita gente, sem sequer saber, deixou de ser convidada para uma entrevista por causa de conteúdos em suas páginas de redes sociais e blogs. Não seja ingênuo (a).  Guarde suas opiniões polêmicas para seus grupos restritos, para conversas pessoais ou para si próprio (a). Se não pode ajudar a melhorar sua imagem, pense duas vezes antes de postar. A sua carreira agradece. Até o próximo! 

por Marcelo Veras
compartilhar