Artigo 150 – Pequenos hábitos x Grandes resultados – Visão global

“Pequenos hábitos x Grandes resultados”
por Marcelo Veras | 17 de fev de 2014

 "Quanto maior o seu repertório, mais criativo e interessante é um profissional"

 Vamos a mais um da série . Hoje quero falar de um hábito angular muito interessante e poderoso. Desde que comecei meus estudos, há 8 anos, sobre Sucesso profissional e Planejamento de carreira, uma coisa sempre me intrigou e me provocou. Posso resumi-la em uma pergunta: Terá mais sucesso quem for um especialista ou um generalista? É melhor saber mais sobre menos ou o contrário? Já ouvi várias teses, tanto defendendo uma posição como a outra. Não sei se existe uma resposta 100% correta, mas uma coisa é certa, o que vou chamar aqui de Visão global é uma arma poderosíssima para fazer com que uma pessoa se sobressaia e ganhe destaque perante seus pares em situações profissionais. Pare um pouco e pense. Que tipo de pessoa você acha mais interessante e gosta de se relacionar? Pessoas com conhecimentos muito restritos e que só sabem falar de um assunto que dominam ou pessoas que conseguem transitar por diversas áreas, mesmo que diferentes da sua? É mais legal conversar com alguém que tenha uma ótima cultural geral ou o contrário? Creio que se fizermos uma pesquisa formal, o resultado será bem previsível. As pessoas mais interessantes são aquelas que possuem a capacidade de discutir vários assuntos e que têm, em última instância, mais histórias para contar. Concorda? Estas pessoas são muito, mas muito mais interessantes do que pessoas que só abrem a boca para falar de um assunto.

 Esta competência tem um poder enorme de transformar alguém em um profissional mais completo e interessante, e que consegue, através desta característica, atrair mais e melhores relacionamentos.

 Se você também acredita nisso e quer se tornar alguém com maior repertório, maior visão global e mais criativo, tenho uma proposta de um hábito angular muito poderoso. Quero deixar claro que o mesmo já foi testado com vários alunos e ex-alunos, com resultados surpreendentes. 

 Vamos a ele. Escolha um momento da semana e reserve 30 minutos na sua agenda. Nenhum grande sacrifício, concorda?  Pois bem, nestes 30 minutos semanais (sem exceção, todas as semanas), você vai escolher um tema totalmente (totalmente mesmo) fora da sua área de atuação e conhecimento. A única regra é: O assunto deve estar a “quilômetros” de distância do que você está normalmente acostumado a transitar. Exemplo: Se você trabalha na área comercial de uma empresa de eletrônicos, deixo aqui algumas sugestões de temas. Na primeira semana, leia por 30 minutos um artigo sobre produção de orquídeas. Na semana seguinte, um documentário sobre as montanhas do Nepal. Depois, leia uma revista técnica sobre implantação de próteses dentárias. Enfim, quanto mais longe da sua área de atuação e do seu dia a dia, melhor. Faça isso usando fontes diversas: Livros, filmes, documentários, artigos, portais na internet, Blogs e até mesmo pessoas. Isso mesmo, escolha em uma dessas sessões uma pessoa que trabalhe ou que domine uma área bem distante da sua e peça para lhe explicar, mesmo que superficialmente e em 30 minutos, como funciona este “mundo” que ela conhece bem. 

 Faça isso durante 6 meses. A ideia não é ficar especialista em nada. Aliás, com 30 minutos dá apenas para “visitar” um assunto novo, concorda? Você não imagina o que vai acontecer com você ao longo desta jornada e deste hábito angular. A sua visão de mundo vai mudar bastante. Você desenvolverá uma cultura geral e uma visão tão mais ampla da vida, das coisas e das pessoas, que começará a enxergar oportunidades na sua área, a ter ideias cada vez melhores e mais ousadas e, como consequência, se tornará uma pessoa muito mais interessante. Você se sentirá mais confiante para colocar suas opiniões em situações profissionais, terá mais repertório e se tornará uma pessoa muito mais interessante. E, como já expliquei, este hábito irá desencadear no seu cérebro uma série de novos hábitos ligados à sua formação e ampliação das suas fronteiras e conhecimento. Experimente! Até o próximo!

por Marcelo Veras
compartilhar