Artigo 391 – Humildade e Sucesso

“A humildade também é um ingrediente do sucesso”

 

Ironia do destino ou coincidência, mas na última semana recebi, por duas vezes, a visita desta “pessoa” chamada humildade. Primeiro, no livro do meu grande ídolo Yuval Harari, autor de Sapiens, Homo Deus e, recentemente, 21 lições para o século 21 (Ed.  Companhia das Letras, 2018). Para minha grata surpresa, ele dedica um capítulo inteiro à humildade, colocando luz num tema que, até onde sei, é bem pouco discutido na academia. Na sua reflexão, Yuval mostra como o ser humano tem a capacidade de tentar se apropriar de coisas que não criou, por pura falta de humildade. Aliás, vamos combinar, você deve conhecer pessoas que se acham, não? E muitas delas, tentando tomar posse e ter crédito por obras de outros, não é verdade?

A segunda visita, também para minha grata surpresa, me foi imposta em uma situação que eu menos esperava. Nós promovemos na semana passada, um evento da nossa marca de Direito, chamado conferência magna, e que contou com a presença de 4 grandes juristas, sendo dois ministros do STF – Supremo Tribunal Federal. Alexandre de Moraes, que abriu o evento e ministrou uma palestra incrível sobre os 30 anos da nossa constituição, e o Ministro Luiz Fux, que fechou o evento no final da tarde com outra fala de emocionar a todos os mais de 2.000 presentes. Durante a sua palestra, compartilhando a sua jornada no STF e os casos mais complexos que já julgou, compartilhou com todos uma visão que, confesso, pegou todos de surpresa. O senso comum nos leva a achar que alguém que ocupa um cargo desse, no topo da carreira jurídica de uma república, deve se achar o máximo e ter pouca humildade. Pois bem, num determinado momento da sua fala, ele diz que um dos valores mais importantes para se ocupar o cargo que ocupa é ter humildade. E mostrou como isso foi importante na sua carreira e na sua trajetória do STF. Disse, com riqueza de detalhes, como foi buscar ajuda e ouvir os profissionais de uma determinada área para poder formar um juízo a respeito de um tema e julgar ao final. Ele disse, com todas as letras, que um juiz do supremo não sabe tudo e precisa ter humildade para ser melhor naquilo que faz. Confesso que foi absolutamente surpreendente e, ao mesmo tempo, encantador, ouvir isso de um ministro da suprema corte. Não é à toa que é um dos mais admirados no STF. Foi ovacionado ao final da sua palestra.

Para mim, um mero estudioso sobre planejamento de carreira e desenvolvimento de competências, foi mais uma aula e mais uma demonstração de que, assim como digo sempre aos meus alunos, “a humildade é um dos ingredientes do sucesso”. Pode parecer contra intuitivo, mas tenha certeza que muitos profissionais de sucesso em suas áreas possuem esta característica tão rara nos dias atuais.

A humildade, como diz Yuval Harari e Luiz Fux, nos permite ouvir mais, aprender mais e tomar melhores decisões. O sentimento de se achar melhor do que os outros ou de ter certezas absolutas e incontestáveis representa sempre um limite para as nossas conquistas. A humildade não é sinal de fraqueza, mas de força. Não é sinal de limitação intelectual, mas de inteligência profunda.  Quando somos humildes e reconhecemos que não temos respostas para todas as perguntas, crescemos e nos tornamos cada dia melhor. Pense nisso. Até o próximo!