Artigo 71 – Liderança e comunicação – O meio

“norte”
por Marcelo Veras | 13 de ago de 2012

"Quando o assunto é liderança, nada substitui a comunicação pessoal”

Neste sétimo artigo sobre a competência Liderança, vamos tratar do terceiro elemento da comunicação visando o alinhamento de pessoas - o meio. Ou seja, o caminho que a mensagem deve percorrer até chegar às pessoas que você quer liderar. Este elemento é fundamental para que uma fonte possa ser entendida pelo receptor da mensagem e que a comunicação gere o resultado esperado – ação e atitudes rumo ao objetivo desejado para a sua equipe.

Muitas pessoas não conseguem desenvolver a sua liderança, simplesmente porque pecam neste importante elemento da comunicação. Lembre-se, caro leitor, que liderar é alinhar. Liderar é mostrar o e fazer com que os liderados caminhem e trabalhem nesta direção. Isso exige uma comunicação eficaz. E para se ter uma comunicação eficaz, o líder precisa entender que comunicar-se não é simplesmente enviar uma mensagem ou dar uma ordem, mas também garantir que ela foi entendida, assimilada e incorporada no padrão de comportamento das pessoas no seu dia a dia. E este resultado depende muito do meio que se utiliza.

Pense bem, nos primeiros artigos sobre este tema, citamos aqui grandes líderes da humanidade. Jesus Cristo, Adolf Hitler, Gandhi, entre outros. Lembre-se também de alguns líderes empresariais fortes que você já ouviu falar ou conhece. Agora responda a seguinte pergunta, que sempre faço aos meus alunos em sala de aula quando trato sobre comunicação visando a liderança: - O que estas pessoas faziam durante grande parte do seu tempo? Pense um pouco. Não é difícil chegar à seguinte resposta: Falavam para os seus liderados. Isso mesmo. Eles passavam grande parte do seu tempo falando diretamente com as pessoas que estavam sob sua liderança. Você consegue imaginar para quantas pessoas Jesus Cristo repetiu a mesma mensagem? Você consegue imaginar quantas vezes Hitler falou para seus comandados? Muitas. Muitas mesmo. Não estou dizendo que bons líderes não se comuniquem por e-mail, telefone, carta ou outro meio. Eles usam estes meios sim, mas quando o assunto é alinhamento, a comunicação verbal sempre é mais eficiente.

Não tenho dúvidas de que a melhor comunicação é a oral. Nada substitui um papo olho no olho. A comunicação oral é a mais completa. É a que mais transmite mais segurança, pois nela o corpo também fala. O olho no olho gera mais comprometimento e credibilidade. Quando “ouvimos vendo” prestamos mais atenção e acreditamos mais. Quando olhamos olho no olho de alguém, parece que tudo fica mais fácil de entender. O velho ditado que diz “Nada como uma boa conversa” cabe como uma luva aqui. O melhores líderes são aqueles que, neste ponto, vão para o corpo a corpo.

Um outro ponto importante e muitas vezes negligenciado é a questão da repetição contínua da mensagem. Um líder precisa repetir e reforçar a mesma mensagem várias vezes para as mesmas pessoas. De novo para e pense quantas vezes os líderes citados anteriormente falaram as mesmas coisas para as mesmas pessoas. Muitas. Achar que para se ter uma equipe bem alinhada e sabendo exatamente o que tem que fazer e o que se espera dela, basta fazer uma reunião de planejamento por ano e algumas reuniões de acompanhamento, é um grande erro. Normalmente há um abismo entre o que os líderes acham ser o nível de alinhamento de seus liderados e o que de fato é. Lembre-se disso: Uma equipe precisa ouvir incansavelmente, da boca do seu líder, quais são os objetivos, as diretrizes, a missão daquela equipe etc. Enfim, o deve ser mostrado várias vezes antes das pessoas realmente comprarem a ideia e “remarem” nesta direção.

É isso. Seja uma boa fonte. Conheça a sua equipe e priorize (Sempre) a comunicação pessoal. Até o próximo!

por Marcelo Veras
compartilhar