Artigo 72 – Liderança e comunicação – A mensagem

“diuturnamente”
por Marcelo Veras | 21 de ago de 2012

"Um líder precisa dar sentido ao caminho a ser seguido por seus liderados”

Fechando a série sobre comunicação e liderança, hoje quero tratar da mensagem, quarto e último elemento que precisa ser bem elaborado para que o processo de comunicação seja eficaz. Já discutimos aqui que um líder precisa ser confiável e autêntico. Que deve dedicar um tempo grande para conhecer os seus liderados e poder assim se comunicar melhor com eles. E que também a melhor forma de alinhar pessoas é através da comunicação pessoal, olho no olho. Chegou a hora de falarmos da mensagem em si. Nela está a essência do que um líder quer passar aos que vão lhe seguir. É nela que a "causa" a ser vendida e o norte a ser dado a uma equipe deve ser apresentada de forma clara, objetiva e convincente.

Na minha opinião, toda mensagem visando alinhamento precisa conter cinco elementos. O primeiro deles é a visão. Visão é um estado futuro, ou seja, um sonho. Uma equipe só compra uma causa e segue o seu líder quando entende o estado futuro desta causa, ou seja, para onde serão levados se remarem na direção indicada. Foi assim no passado e será assim sempre. Hitler, Gandhi e Jesus Cristo, entre outros, venderam um estado futuro, um sonho, e foram seguidos por aqueles (muitos) que acreditaram neste sonho. Nas empresas, esta visão é dada por conquistas, objetivos empresariais, ou seja, aonde a empresa, área ou departamento quer chegar. Independente de qual seja, um líder precisa comunicar o sonho a ser perseguido. Em todas, ou na maioria das suas sessões de alinhamento da sua equipe, ele deve reforçar e relembrar este sonho.

Depois disso, um líder precisa deixar claro quais são os objetivos concretos, as metas. Sejam eles qualitativos ou quantitativos, todos na equipe devem tê-los na ponta da língua. Uma das formas mais rápidas de sabermos se uma equipe está alinhada ou não, é simplesmente perguntar para todos quais são os objetivos a serem atingidos pela equipe. Muitos chefes se surpreenderiam se eu tivesse a oportunidade de fazer esta simples pregunta para seus liderados. O terceiro ponto é muito importante e geralmente negligenciado. Falo do porquê. Parece difícil entender, mas as pessoas precisam dessa resposta. Por que o sonho é este? Por que as metas são estas? Muitos líderes acham que isso não tem importância ou não é necessário. Afinal, as pessoas estão ali para trabalhar e não para perguntar o porquê de tudo, certo? Errado. A imposição de uma causa e de metas sem um porquê até gera resultados, mas não os que poderiam quando as pessoas estão convictas e bem informadas sobre suas metas e do porquê delas. O quarto ponto é o como. Falo aqui das estratégias. Um líder precisa explicar como a equipe deve trabalhar para atingir os objetivos. Este detalhamento é uma parte crucial da mensagem que um líder deve construir. Isso, normalmente, exige mais tempo e mais didática, porque é nas estratégias que cada membro da equipe começará a enxergar o seu papel neste projeto. Por último, um líder deve deixar muito claro o que espera de cada um da equipe. Cada pessoa deve ouvir várias vezes do seu líder qual é o seu papel naquela equipe e quais os resultados e atitudes esperados. Ninguém pode ter dúvida sobre o seu papel. Caso contrário, será menos um remando na direção desejada.

Pois é, caro leitor, veja como comunicar-se é uma coisa e comunicar-se visando desenvolver a sua liderança é outra. Exige muita atenção, foco e dedicação. Exige tempo e energia. Mas quem quiser e se dedicar, consegue. Não são palavras difíceis ou termos complexos que alinham pessoas ou que mostram a competência de um líder ao se comunicar. Um líder não precisa (nem deve) usar termos complexos. Quanto mais simples for o seu discurso, melhor. O importante, no fundo, é que os seus liderados entendam e comprem a sua causa. O resto é saliva jogada fora. Até o próximo!

por Marcelo Veras
compartilhar